semtelhas @ 15:40

Seg, 13/08/12

Hoje vi o antigo ministro das finanças Pina Moura, na praia a tentar correr atrás de um neto(?).

 

 

 

Os mais antigos lembrar-se-ão das cadernetas de "vitórias", o papel onde vinham embrulhados rebuçados e que faziam parte de uma coleção de animais. Os mais dificeis eram os "carimbados", o cabrito, o bacalhau, a cobaia, e ainda havia um outro de que não me lembro qual (o burro?). Mais recentemente faz-se o mesmo com jogadores de futebol cujos cromos já são autocolantes. Antes, como nem para cola havia dinheiro, fazíamo-la misturando farinha com água. Mas não é dessa fauna que quero falar.

 

Não sendo própriamente um "carimbado", Pina Moura não deixa de ser um cromo com uma certa importância. Senão vejamos: originário do PCP, filia-se no PS para, mais tarde, vir a tornar-se um dos mais ferozes ministros das finanças no que a privatizações diz respeito. Todos sabemos ser esta uma das principais doutrinas do comunismo. Já bem lançado nesta desenfreada corrida para bem longe de proletárias solidariedades, em que até o país ficou demasiado pequeno para tanto talento na arte de engordar a carteira, acabou admnistrador na espanhola Iberdrola a ganhar umas dezenas de milhar por mês. A subida nos rendimentos foi de tal ordem vertiginosa que ainda hoje deve ser recorde do mundo. Se o outro se farta de "carreirar" este fartou-se de "pinar". Poucos nos terão f. tanto!

 

A propósito de exministros das finanças, é espantoso como nenhum deles tem nada a haver com a situação de falência económico-financeira do país, a começar no campeão do liberalismo, o nosso Aníbal (cada um tem o que merece), passando por mais dois inefáveis cromos, o Medina Carreira e o Catroga, até aqueles como o Campos Cunha que quando viu a camisa de sete varas em que se ía meter, pôs-se de fora a mandar umas "postas de pescada".

 

Mas voltando aos cromos. Chega a ser comovedor ouvir o Medina carreirar. No sentido inverso do Pina desatou a defender os pobrezinhos, que é preciso que sejam os ricos a pagar a crise, que não é justo deixar o povo completamente teso, que assim antes de 2020 acaba-se o dinheiro para as prestações sociais, etc.. Estará com medo que acabe o graveto para lhe pagar a pensãozita, ou já terá pedido a ficha de adesão ao PC?

 

O Catroga era o da retrete das Antas, mas como o homem é imparável, já engordou considerávelmente o currículo. Desde o elevado momento que foi a penhora de um dos wc's do antigo estádio das Antas, que sabíamos o senhor capaz dos mais espantosos cometimentos, mas tudo ficou reduzido a meros "pintelhos", para utilizar a elaborada linguagem do ilustre, perante esta sua mais recente afirmação, plena de convição, de que não está disponível para perder a acumulação das várias reformas e pensões que tem, a somar aí a uns 50 mil euros/mês que recebe na recentemente privatizada EDP. É que, como todos sabemos, o facto de ser quem é, ligado intrinsecamente aos mais altos interesses financeiros do estado há décadas nada teve a haver com a escolha feita pelos chinocas, donos da antiga elétrica nacional. Para andar a negociar os nossos tostões com a troika tinha que ser alguém altamante qualificado. E é.

 

Finalmente a Zita. Aquela que andou a dar injeções atrás das orelhas dos velhinhos e a comer criancinhas ao pequeno almoço. Agora acusa os camaradas desses gloriosos tempos, de escutarem conselhos de ministros através de condicionadas ventosidades. Seguramente tão ou mais fedorentas que as outras. Que tipo de egocêntrismo, esquecimento ou seja lá o que fôr, levará uma pessoa a renegar de uma forma tão rasteira o seu próprio passado? Terão obrigado a senhora a décadas de intensa luta ao lado dos pobres e oprimidos? (Na qual aliás se destacou, brilhando intensamente). Será que estes últimos desapareceram em parte incerta? Ou seremos todos ricos e estamos bem na vida como a Zita? Claro que ela o conseguiu sempre de "freio nos dentes", mas nunca aproveitando-se da notariedade adquirida enquanto comunista e, sobretudo como iluminada arrependida. Ou então isto é tudo mentira e trata-se muito simplesmente de falta de dignidade e vergonha?

 

Deviam criar uma caderneta com este tipo de cromos, de que estes são pequenissíma amostra. Seria um sucesso. Dificíl ía ser escolher os "carimbados", qual deles o mais especial.


direto ao assunto:


cores da lua @ 22:58

Seg, 13/08/12

 

Que bom relembrar essa caderneta fantástica. Lembro-me de ver a minha mãe a preparar a cola "milagrosa", só mesmo ela tinha mão para essa tarefa (muita prática das pataniscas).
No que diz respeito aos outros, aqui referidos, parece-me mais acertado passá-los para a classe de "cromados" tal a oxidação nociva desta gente.

"O medo de ser livre provoca o orgulho de ser escravo."
procurar
 
comentários recentes
Pedro Proença como presidente da Liga de Clubes er...
Este mercado de transferências de futebol tem sido...
O Benfica está mesmo confiante! Ou isso ou o campe...
Goste-se ou não, Pinto da Costa é um nome que fica...
A relação entre Florentino Perez e Ronaldo já deve...
tmn - meo - PT"Os pôdres do Zé Zeinal"https://6haz...
A azia de Blatter deve ser mais que muita, ninguém...
experiências
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim