semtelhas @ 13:28

Sex, 19/07/13

 

Dentro da Casa, é um filme que explica a diferença fundamental entre quem cria em função de uma necessidade intrínseca, independentemente da natureza da mesma, e quem tenta fazê-lo como resposta a uma qualquer frustração.

 

 

 

 

Sempre que ouço aquela máxima que diz que um árbitro de futebol é um futebolísta frustrado, tenho a tentação de extrapolar esta ideia para outros campos. Neste filme o árbitro é um professor da lingua mãe, neste caso o francês, e o futebolísta é um seu aluno. Desde logo é-nos passada a noção de que, antes de mais, o talento tem que estar lá, depois são necessárias uma série de circunstâncias naturais, digamos assim, algo que acontece à pessoa sem que ela nada tenha feito por isso, para criar essa espécie de caldo onde parece que algumas pessoas caíram. Depois como que ganham um brilho especial, uma aura que os acompanha para todo o lado, e que as torna, além de naturalmente talentosas, quase irresístiveis.

 

Neste caso trata-se de literatura, e da formidável capacidade de observação de um adolescente dotado de uma inteligência superior, atesta-o o seu forte ser a matemática, que comeu, e come, o pão que o diabo amassou, possuidor de uma imaginação prodigiosa que lhe permite romancear a seu belo prazer. Do outro lado um homem, como milhões de outros, culto, inteligente, mas frustrado pela sensação de não poder ser um escritor ao nível dos seus herois, Flaubert, Dostoievski, ou Céline. Cresce uma amargura que o persegue e lhe envenena a vida, que vai fingindo viver, até à tentação final de se realizar por via de um miudo brilhante, expondo-se assim ao ridículo perante todos até à destruição que, no fundo, procurava.

 

Claro que as coisas não são assim, a preto e branco, há uma grande faixa acinzentada onde proliferam artistas de grandes méritos, em todas as áreas, boa parte deles fruto de muito trabalho e dedicação à sua paixão. Não é desses que este filme trata.

 


direto ao assunto:

"O medo de ser livre provoca o orgulho de ser escravo."
procurar
 
comentários recentes
Pedro Proença como presidente da Liga de Clubes er...
Este mercado de transferências de futebol tem sido...
O Benfica está mesmo confiante! Ou isso ou o campe...
Goste-se ou não, Pinto da Costa é um nome que fica...
A relação entre Florentino Perez e Ronaldo já deve...
tmn - meo - PT"Os pôdres do Zé Zeinal"https://6haz...
A azia de Blatter deve ser mais que muita, ninguém...
experiências
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim