semtelhas @ 14:46

Ter, 19/03/13

 

Belmiro continua à solta a, displiscente e arrogantemente atirar pérolas aos porcos que, para seu grande desgosto e irritação, de pouco ou nada valerão tal é a corja de incompetentes que o rodeiam.

 

Para o bem e para o mal tive a possibilidade de trabalhar em várias empresas desde os meus dezoito anos, pequenas, grandes e médias, desempenhando funções admnistrativas, ou na área industrial, na comercial, como simples subordinado ou em cargos de chefia, em comum a todas sempre o mesmo estilo de liderança, sobranceira, mais ou menos prepotente, intrínsecamente convencida de uma superioridade qualquer, dependendo do empregado, sobre quem contrataram, e, mesmo nos casos de segunda geração, uma preocupação centrada no bem pessoal e familiar em detrimento do da empresa. A resposta surge sonsa e persistente, um devagar e devagarinho, olhos pregados no relógio, paciente e serôdia consolação que só serve quem pode e tem, ao perpetuar o decadente estado das coisas.

 

Num país atrasado pela ignorância, mergulhado na subserviência, no medo, na incompetência, numa promiscuidade tal entre os vários poderes e o Estado, que se confundem, resumindo numa total confusão de baixo nível, como se de uma estrumeira se tratasse, quem nele mais hipóteses tem de engordar são os ratos e as suas mais raras primas, maiores e mais sabidas, as ratazanas. No meio de tanto lixo e podridão, espertos como são, puxam do seu espírito de merceeiro e toca a roubar à pobre clientela através da balança viciada, dos artigos baratos na compra e caros na venda, numa política de intimidação pela caridadezinha do livro. E assim, sem culpados, num ambiente de quase total aceitação e permissividade, alguns prosperam e quase todos definham. É a esse país que este senhores ambicionam voltar.

 

Como o seu colega, o outro merceeiro milionário, numa coisa têm razão, são bem medíocres e relaxados grande parte daqueles que fizeram a sua riqueza e descarada grunhice, caso contrário não tinham o que têm nem falavam como falam. Se, como noutras paragens, em vez de grandiloquentes e também inócuas leis, regras justas e claras fossem aplicadas, não passariam, tal como muitos outros, de mais um.


direto ao assunto:


cores da lua @ 21:31

Qua, 20/03/13

 

Como eu gostava de ter o meu Pai presente . Poderia dizer-lhe algo semelhante. Se os pensamentos tiverem asas, o meu voa infinitamente para o seu colo.


cores da lua @ 21:14

Qua, 20/03/13

 

Nem queria acreditar na leveza e tom com que este homem proferiu tais alarvidades.
Estamos mal, muito mal mesmo.

Marco Ferreira @ 16:04

Ter, 19/03/13

 

Sempre me foram transmitidos os melhores valores. A preserverança,o sentido de responsabilidade,o fazer bem e com gosto... Se em mts momentos ñ fui ou sou capaz de melhor é pq tb nem sempre somos indiferentes ou superiores ao cruzar com o pior lado da espécie. Deixamo-nos influênciar, angustiar, amargurar...
Enfim...q sejam poucos esses momentos! :)

Um GRANDE ABRAÇO e um Beijinho especial ao MEU Pai! Sem ele nada seria possivel... o meu sustento e equilibrio... OBRIGADO pela GRANDEZA do q me foi,é, e será dado todos os dias mesmo na tua ausência...somente fisica! :)

"O medo de ser livre provoca o orgulho de ser escravo."
procurar
 
comentários recentes
Pedro Proença como presidente da Liga de Clubes er...
Este mercado de transferências de futebol tem sido...
O Benfica está mesmo confiante! Ou isso ou o campe...
Goste-se ou não, Pinto da Costa é um nome que fica...
A relação entre Florentino Perez e Ronaldo já deve...
tmn - meo - PT"Os pôdres do Zé Zeinal"https://6haz...
A azia de Blatter deve ser mais que muita, ninguém...
experiências
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim