semtelhas @ 13:49

Ter, 22/01/13

 

A chuva era intensa

O vento fustigava

A vontade imensa

Muito a suportava

 

Um ou dois comigo

Bicharada nem vê-la

Pena, o medo antigo

Não a viver, temê-la

 

Haverá maior prazer?

Enfrentar, me misturar

Esquecer o sofrer

A mãe natura amar?

  

Sentir a natureza

Partilhar da fúria

Observar a beleza

Devastação espúria

 

Com a destruição

Seguida da calma

Chega a salvação

E a paz na alma

 

Lutam os elementos

Cega-nos a areia

São só unguentos

Já antiga panaceia

 

Dificíl seguir o trilho

Encontrar o caminho

Talvez só pelo brilho

Aquele ser o destino

 

Vem o sol, sabe a sal

Escondido, acordado

Foi-se todo o mal

Pela tareia lavado

 

Retemperador cansaço

Só na pele magoado

Renascer cada pedaço

Do querer recuperado

 

Na contenda, pela luta

Desperta emoção, alegria

Rija, saudável disputa

Pela vontade que morria

 

 


direto ao assunto:

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




"O medo de ser livre provoca o orgulho de ser escravo."
procurar
 
comentários recentes
Pedro Proença como presidente da Liga de Clubes er...
Este mercado de transferências de futebol tem sido...
O Benfica está mesmo confiante! Ou isso ou o campe...
Goste-se ou não, Pinto da Costa é um nome que fica...
A relação entre Florentino Perez e Ronaldo já deve...
tmn - meo - PT"Os pôdres do Zé Zeinal"https://6haz...
A azia de Blatter deve ser mais que muita, ninguém...
experiências
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds
mais sobre mim